AFP

Presidente Recep Tayyip Erdogan

(afp_tickers)

As autoridades dos Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira a emissão de 12 ordens de prisão contra agentes de segurança do presidente turco Recep Tayip Erdogan, suspeitos de terem agredido manifestantes curdos no mês passado em Washington.

Os guarda-costas e outros partidários do presidente turco foram identificados através de vídeos, segundo o chefe da polícia da capital americana, Peter Newsham.

O oficial classificou a atitude dos agentes de "ataque brutal contra manifestantes pacíficos".

A manifestou resultou em 12 pessoas feridas, entre elas um policial.

AFP

 AFP