Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A porta-voz do departamento americano de Estado, Marie Harf, no Centro de Imprensa de Washington, em 24 de julho de 2014.

(afp_tickers)

Os Estados Unidos manifestaram sua "profunda tristeza" pela morte do candidato à presidência do Brasil Eduardo Campos, vítima de um acidente aéreo nesta quarta-feira, em Santos.

"Estamos tristes por esta tragédia. Expressamos nossas mais profundas condolências a sua família e aos amigos", disse a porta-voz do departamento de Estado Marie Harf.

Em entrevista coletiva, Harf informou que o embaixador americano em Brasília contactou funcionários brasileiros para manifestar formalmente as condolências de parte do governo do presidente Barack Obama.

A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional Caitlin Hayden disse que "estamos profundamente tristes pela morte de Eduardo Campos". "Os pensamentos e orações do povo americano estão com o Brasil neste trágico momento".

O candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB), terceiro nas pesquisas para as eleições de 5 de outubro e companheiro de chapa de Marina Silva, estava a bordo do avião Cessna 560XL que caiu sobre uma academia de ginástica e casas de Santos, 75 km de São Paulo.

Além de Campos, ex-governador de Pernambuco, outras seis pessoas estavam a bordo do jato executivo e nenhuma sobreviveu, indicou a Força Aérea Brasileira.

AFP