Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Tariq Abu Khder, palestino-americano espancado pela polícia israelense, recebe abraço da mãe em Jerusalém, 6 de julho de 2014

(afp_tickers)

Washington reiterou nesta quinta-feira seu apelo para que Israel liberte um adolescente palestino-americano detido após uma manifestação em Jerusalém Oriental, e que teria sido agredido na prisão.

Mohamed Abu Nie, de 15 anos, "foi detido há cinco semanas pelas autoridades israelenses. Estamos profundamente preocupados com a prolongada detenção desse cidadão americano, que ainda é um garoto", declarou a porta-voz do Departamento de Estado americano, Marie Harf.

Um agente consular americano visitou o adolescente em 31 de julho, acrescentou.

Mohamed Abu Nie foi preso em 3 de julho, acusado de atirar pedras e de carregar uma faca durante uma manifestação em Jerusalém Oriental.

Alguns veículos de comunicação informaram que ele foi agredido sob custódia e que o governo dos Estados Unidos anunciou, em várias ocasiões, estar "preocupado com as denúncias de abusos".

AFP