Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Palestinos procuram sobreviventes sob os escombros de uma casa atingida por um ataque aéreo israelense, em um campo de refugiados de Gaza.

(afp_tickers)

A Casa Branca saudou a proposta do Egito para uma trégua de 72 horas na Faixa de Gaza aceita por Israel e Hamas, mas advertiu que o movimento radical islâmico precisa cumprir seus compromissos.

"É uma iniciativa importante. Nós a apoiamos plenamente", declarou à CNN Antony Blinken, vice-diretor do Conselho de Segurança Nacional do governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. "Agora corresponde ao Hamas demonstrar que respeitará o cessar-fogo".

Os dois lados se comprometeram a deter suas ações dentro e em torno da Faixa de Gaza a partir das 05H00 GMT (02H00 Brasília) desta terça-feira, informou um funcionário egípcio, acrescentando que estão previstas negociações no Cairo.

Paralelamente, Obama firmou um projeto de lei para entregar a Israel mais 225 milhões de dólares em ajuda para a manutenção da "Cúpula de Ferro" antimísseis.

AFP