Navigation

EUA se soma a vários países ao autorizar vacina contra dengue

Estados Unidos aprovou primeira vacina contra dengue, transmitida pelos mosquitos aedes aegypti afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. maio 2019 - 17:12
(AFP)

Os Estados Unidos aprovaram a primeira vacina Dengvaxia contra a dengue, fabricada pelo grupo francês Sanofi e autorizada em vários países, embora tenha acabado de ser proibida nas Filipinas.

A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora de medicamentos nos EUA, aprovou a venda da vacina na quarta-feira para crianças de 9 a 16 anos que contraíram o vírus e vivem em territórios expostos, como Porto Rico, no Caribe.

A União Europeia aprovou essa vacina em dezembro, mas também apenas para pessoas que já foram infectadas pelo vírus. Ao contrário dos americanos, os europeus autorizaram a vacinação para pessoas de até 45 anos de idade.

No final de 2017, o laboratório francês percebeu que, quando a vacina era administrada a crianças que nunca haviam sido infectadas pela doença, ela poderia causar sintomas semelhantes aos da infecção por dengue, com graves consequências que poderiam levar à morte.

As Filipinas foram um dos primeiros países que, em 2016, a aprovar a Dengvaxia e lançaram uma enorme campanha de vacinação destinada a crianças em idade escolar, que foi completamente interrompida no ano seguinte.

Manila decidiu processar criminalmente os responsáveis da Sanofi por "negligência que levou à morte", de dez crianças.

Atualmente, um total de 19 países e a União Europeia autorizaram a vacina contra essa doença transmitida por mosquitos Aedes aegypti.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.