Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, durante discurso em Sucre, no dia 4 de novembro de 2016

(afp_tickers)

O presidente boliviano, Evo Morales, voltou a atacar nesta quinta-feira o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, a quem chamou de louco por querer derrubar seu colega venezuelano Nicolás Maduro.

"Almagro está louco. Ele só quer derrubar e punir o irmão Maduro. Uma intervenção do governo dos Estados Unidos na Venezuela será sua responsabilidade", afirmou Morales em seu Twitter, onde costuma criticar o chefe da Organização de Estados Americanos (OEA).

Em outra ocasião, ele disse que Almagro é "uma ameaça para a paz na região" e que dirige uma espécie de "Plano Condor" para eliminar politicamente políticos e governantes 'anti-imperialistas'".

Morales se referia à aliança político-militar entre os vários regimes militares da América do Sul para reprimir os opositores.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP