A Turquia anunciou, nesta sexta-feira, que um soldado morreu durante os combates contra a milícia curda das Unidades de Proteção Popular (YPG) na Síria, onde Ancara iniciou uma operação militar esta semana.

"Nosso colega de armas caiu como um mártir em 10 de outubro, durante confrontos contra terroristas das YPG na zona da operação Fonte de Paz", afirma um comunicado divulgado pelo ministério turco da Defesa.

Três soldados ficaram feridos nos confrontos.

Estas são as primeiras vítimas anunciadas pela Turquia no âmbito da operação "Fonte de Paz", iniciada na quarta-feira na região nordeste da Síria.

A ofensiva tem como alvo a milícia curda das YPG, apoiada pelos países ocidentais na luta contra o grupo Estado Islâmico (EI), mas que Ancara considera um "grupo terrorista" por seus vínculos com um grupo armado curdo envolvido em uma guerrilha em território turco, o PKK.

Na quinta-feira, os militares turcos e sírios travaram combates violentos contra as YPG.

Várias cidades turcas próximas da fronteira foram atingidas por foguetes das YPG.

De acordo com autoridades locais turcas, sete civis, incluindo bebê, morreram e 70 pessoas ficaram feridas nas províncias de Sanliurfa e Mardin.

A ofensiva da Turquia contra as YPG abre uma nova frente de batalha em um conflito que deixou mais 370.000 mortos e milhões de deslocados desde 2011.

A ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) informou que 29 combatentes curdos e 10 civis morreram nos bombardeios aéreos e disparos de artilharia das forças turcas desde quarta-feira.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.