As forças do governo tomaram nesta quinta-feira várias cidades na província de Idlib, no noroeste da Síria, controladas pelos jihadistas, e se aproximam da cidade estratégica de Khan Sheikhun com o objetivo de cercá-la, informou o Observatório Sírio para Direitos Humanos ( OSDH).

A maior parte da província de Idlib, como alguns setores das províncias limítrofes de Aleppo, Hama e Lataquia, estão fora do controle do presidente sírio Bashar al Assad, oito anos após o início do conflito.

Idlib, controlada principalmente pelo grupo jihadista Hayat Tahrir al Sham (HTS, ex-al-Qaeda sírio) com a ajuda de alguns grupos rebeldes, é submetida a um bombardeio sistemático da aviação síria e russa desde o final de abril.

Nos últimos dias, as forças do governo conquistaram vários locais que eram controlados por jihadistas e rebeldes.

Após a conquista de cinco locais, o exército sírio se encontra três quilômetros a noroeste da cidade estratégica de Khan Sheikhun, disse a OSDH.

A leste, as forças do governo sírio estão a seis quilômetros de distância e tentam tomar uma colina perto da cidade, segundo a fonte.

Khan Sheikhun está localizada na autoestrada M5, uma das mais importantes da Síria, ligando Damasco a Aleppo (norte), ambas cidades sob controle governamental.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.