Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O ex-CEO do Barclays John Varley

(afp_tickers)

O Serious Fraud Office (SFO) organismo de combate aos crimes financeiros no Reino Unido, anunciou nesta terça-feira que iniciou ações judiciais contra o banco Barclays e o ex-CEO John Varley por fraude durante uma captação de fundos no Catar em 2008.

John Varley, CEO do banco entre 2004 e 2010, foi acusado no âmbito de uma investigação sobre uma ampliação de capital realizada no Catar e um empréstimo obtido do Estado deste emirado do Golfo entre junho e novembro de 2008.

O próprio banco e outros três ex-diretores do Barclays também foram acusados de "conspiração para cometer fraude" no mesmo caso, que aconteceu durante a crise financeira global, informou o SFO.

As acusações envolvem captações de recursos que chegaram a bilhões de libras, essencialmente procedentes de investidores orientais, em particular famílias monárquicas ou fundos de investimentos do Catar e de Abu Dhabi. Também envolvem um empréstimo de três bilhões de libras do Estado do Catar.

AFP