AFP

(Arquivo) Foto tirada em 20 de março de 2017 mostra o ex-diretor do FBI James Comey, em Washington DC

(afp_tickers)

O ex-diretor do FBI James Comey, despedido pelo presidente Donald Trump, testemunhará no dia 8 de junho no Senado sobre a interferência russa na campanha eleitoral americana de 2016.

A audiência, muito aguardada, será pública e acontecerá na Comissão de Inteligência do Senado às 10H00 locais (11H00 de Brasília), anunciou o comitê legislativo.

O tema de um eventual vínculo entre membros da equipe de campanha de Trump e a Rússia deverá ser abordado por fazer parte da investigação supervisionada por Comey até sua repentina demissão, em 9 de maio.

Espera-se também que ele seja interrogado sobre os informes de que Trump tentou várias vezes convencê-lo a abandonar a investigação sobre o ex-assessor de segurança nacional Mihael Flynn.

AFP

 AFP