AFP

(2001) O ex-premier grego Constantinos Mitsotakis

(afp_tickers)

O ex-primeiro-ministro grego Constantinos Mitsotakis morreu nesta segunda-feira, aos 98 anos, anunciou a família.

Nascido em 1918, Mitsotakis se aposentou da vida política em 2004, depois de bater o recorde de longevidade no Parlamento grego.

O político de linha conservadora foi primeiro-ministro entre 1990 e 1993. Mitsotakis foi integrante do Parlamento a partir de 1946, função interrompida por 10 anos durante e imediatamente depois da ditadura militar (1967-1974).

Durante a Segunda Guerra Mundial, Mitsotakis foi um integrante ativo da resistência à ocupação nazista.

Em 1967 foi detido pela junta militar, mas conseguiu fugir a Paris, onde morou no exílio até seu retorno a Grécia, após o retorno da democracia em 1974.

Apesar de suas credenciais democráticas, Mitsotakis foi odiado pela centro-esquerda por seu papel na queda do governo de Yorgos Papandreu em 1965.

Mitsotakis foi líder do partido conservador Nova Democracia entre 1984 e 1993 e protagonizou grandes batalhas com o filho de Papandreu, Andreas, líder do partido socialista Pasok.

Sobrinho-neto do estadista grego Elefterios Venizelos, Mitsotakis pertencia a uma família poderosa de Creta. Dois de seus quatro filhos entraram para a vida parlamentar.

Seu filho Kyriakos lidera o partido desde 2016 e sua filha Dora foi prefeita de Atenas e ministra das Relações Exteriores.

AFP

 AFP