Navigation

Ex-presidente da Bolívia retira candidatura para enfraquecer partido de Morales

(Arquivo) O ex-presidente da Bolívia Jorge Quiroga afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. outubro 2020 - 22:36
(AFP)

O ex-presidente boliviano Jorge Quiroga, de linha conservadora, anunciou neste domingo no Twitter sua retirada da disputa eleitoral, para evitar que o partido de Evo Morales vença as eleições do próximo dia 18 no primeiro turno.

"Não poderei liderar o governo. Por isso, declino da candidatura", publicou Quiroga, que governou o país por um ano, entre 2001 e 2002. O ex-presidente, 60, segundo candidato a se retirar da disputa, tinha apenas 1,1% das intenções de voto, de acordo com as pesquisas.

O anúncio é feito no momento em que a preferência eleitoral favorece o candidato de esquerda Luis Arce, apoiado pelo ex-presidente Morales, e o centrista Carlos Mesa. Quiroga, no entanto, não informou se irá apoiar Mesa. "Devo fazer tudo o que estiver ao meu alcance" para evitar que o Movimiento ao Socialismo (MAS) chegue ao poder, por menor que seja o "risco", indicou.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.