Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Em 22 de novembro de 2012, mulher protesta em Lima contra a possibilidade de indulto presidencial ao ex-presidente Alberto Fujimori

(afp_tickers)

Alberto Fujimori, o ex-presidente peruano que cumpre pena de prisão, foi internado de emergência em uma clínica local por uma crise de hipertensão, informou o seu médico neste sábado à AFP.

"À meia-noite foi constatado que o ex-presidente apresentava um quadro de pressão arterial instável, com dormência nas pernas e, com maior preocupação, no lado esquerdo, motivo pelo qual decidiu-se interná-lo em uma clínica de emergência", disse o médico Alejandro Aguinaga.

O traslado do ex-presidente (1990-2000) da base policial no distrito de Ate (leste), onde ele está preso, até o hospital foi realizado obedecendo rigorosas medidas de segurança.

Na clínica, o seu quadro de saúde foi estabilizado e estão sendo realizado uma série de exames para descartar problemas neurológicos, disse Aguinaga, que também é congressista do Força Popular, partido de Fujimori.

Fujimori, de 76 anos, sofre de hipertensão arterial, e foi operado cinco vezes nos últimos anos para remover uma recorrente lesão cancerígena na língua.

Em junho de 2013, os quatro filhos de Fujimori pediram um indulto presidencial devido a seu delicado estado de saúde, o que foi negado pelo presidente Ollanta Humala.

Humala baseou sua decisão em um relatório médico que indicava que Fujimori não reunia as condições de gravidade para receber o indulto presidencial.

Fujimori cumpre desde 2007 uma condenação de 25 anos de prisão por violação aos direitos humanos durante sua governo, que lutava contra a guerrilha do Sendero Luminoso.

AFP