Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori em Lima, no dia 8 de janeiro de 2015

(afp_tickers)

O ex-presidente Alberto Fujimori retornou à base policial onde cumpre uma pena de 25 anos por crimes contra a humanidade depois de passar 24 horas internado em uma clínica de Lima para ser avaliado por dores de coluna.

"O ex-presidente passou por uma ressonância magnética, mas prefere continuar seu tratamento na Diroes (base policial a leste de Lima). Já está lá novamente", disse Alejandro Aguinaga, médico pessoal de Fujimori, citado neste domingo pelo jornal El Comercio.

Segundo Aguinaga, Fujimori tem há algumas semanas dificuldades para se locomover normalmente por problemas com a coluna, mal-estar que já o levou a ser internado em janeiro.

"Tem problemas de coluna, gastrite e o aparecimento de pequenas erupções ou leucoplasia na língua", disse Aguinaga a jornalistas no sábado, ao resumir o estado de saúde de Fujimori, que sofre uma lesão cancerígena na boca há anos e pela qual foi operado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP