Navigation

Ex-presidente hondurenho Roberto Suazo Córdova morre aos 91 anos

O ex-presidente hondurenho Roberto Suazo Córdova condecorado durante o 25º aniversário da Constituição do país, em 20 de janeiro de 2007 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 22. dezembro 2018 - 14:08
(AFP)

O ex-presidente hondurenho Roberto Suazo Córdova (1982-1986) morreu neste sábado aos 91 anos.

O porta-voz das Forças Armadas, coronel José Meza, anunciou a notícia e informou que Suazo Córdova sofria uma doença cardíaca.

Nascido em 17 de março de 1927, Suazo Córdova se tornou o primeiro presidente civil da era democrática iniciada em 1982 em Honduras, depois de quase 20 anos de governos militares.

O médico de formação venceu as eleições de novembro de 1981 como candidato do Partido Liberal (PL).

Ele havia presidido a Assembleia Nacional Constituinte após as eleições de 20 de abril de 1980, que estabeleceu a atual Constituição em 1982. Os militares convocaram as eleições por pressão dos Estados Unidos.

Assumiu a presidência em 27 de janeiro de 1982, em substituição ao chefe de Estado golpista, o general Policarpo Paz García, também falecido.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.