Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O ex-presidente uruguaio José Mujica é visto na Cidade da Guatemala em 18 de agosto de 2015

(afp_tickers)

O ex-presidente do Uruguai e atual senador José Mujica (2010-2015) adiará sua anunciada aposentadoria da vida legislativa, informou o ex-presidente ao jornal uruguaio La República.

Mujica, que depois de ocupar a Presidência se candidatou a um assento no Senado, havia afirmado que deixaria o Parlamento em abril deste ano, mas explica que alguns integrantes de seu setor pediram que continue atuando.

"Insistem para que eu fique por mais um tempo para dar uma ajuda. Dizem que seria um enfraquecimento grande se eu fosse embora", afirmou em referência a dirigentes de seu setor, num momento em que a governante Frente Ampla (esquerda) atravessa uma campanha eleitoral interna para designar seu presidente, em meio a fortes tensões entre diferentes setores desta coalizão.

"Eu disse que pode ser que siga por mais algum mês, mas não muito... Não posso continuar no Senado", declarou Mujica na entrevista.

Mujica e outros legisladores de seu setor político com mais de 70 anos, entre eles sua esposa Lucía Topolansky, anunciaram que deixariam suas cadeiras neste ano para abrir caminho a novas gerações.

AFP