Navigation

Ex-presidente peruano Alberto Fujimori deixa hospital e volta à prisão

Vista da clínica onde Fujimori ficou internado afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. fevereiro 2020 - 17:41
(AFP)

O ex-presidente octogenário peruano Alberto Fujimori deixou o hospital, depois de superar algumas de suas doenças, e retornou à prisão para continuar cumprindo uma sentença de 25 anos, informou seu médico, Alejandro Aguinaga à AFP nesta sexta-feira.

Fujimori (1990-2000) recebeu alta na noite de quinta-feira na Clínica do Centenário do Peru, onde foi internado segunda-feira de madrugada, e retornou à sede da Diretoria de Operações Especiais da Polícia (Diroes), leste de Lima, onde é o único prisioneiro.

O ex-presidente, 81 anos, foi hospitalizado na tarde de domingo após sofrer problemas respiratórios e neurológicos (paralisia facial) e hipertensão.

Foi condenado em 2009 a 25 anos de prisão por dois assassinatos perpetrados por esquadrões da morte compostos por militares que operavam durante seu governo e por atos de corrupção. Encerra sua sentença em 2033.

Fez sua última declaração pública há nove dias para lamentar que Keiko, sua filha, tenha sido presa: "Existe uma obsessão política contra a família Fujimori", afirmou ele em um manuscrito.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.