Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2013) George H.W. Bush e George W. Bush

(afp_tickers)

Os ex-presidentes americanos George H.W. Bush e George W. Bush emitiram nesta quarta-feira um comunicado condenando o preconceito racial e o antissemitismo, em resposta às declarações de Donald Trump, mas sem mencionar o nome do atual presidente.

Na terça, Trump iniciou uma tempestade política quando afirmou que as duas partes que participaram nos distúrbios do final de semana em Charlottesville deveriam responsabilizados pela volência.

"Os Estados Unidos devem sempre repudiar o preconceito racial, o antissemitismo e o ódio em todas as suas forças", afirmaram pai e filho na nota emitida em Kennebunkport, Maine, onde a família Bush mora.

"Enquanto oramos por Charlottesville, recordamos as verdades fundamentais evocadas pelo cidadão mais proeminente dessa cidade (Thomas Jefferson): 'todos os homens foram criados iguais e dotados pelo Criador de direitos inalienáveis", escreveram os republicanos Bush.

"Sabemos que estas verdades são eternas porque vimos a decência e a grandeza de nosso país", concluem.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP