Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Junho) Roxana deixa o tribunal após uma audiência, na Cidade da Guatemala

(afp_tickers)

A ex-vice-presidente da Guatemala Roxana Baldetti foi detida nesta sexta-feira enquanto se encontrava internada em um hospital particular, por sua possível participação em uma rede de corrupção alfandegária que provocou a sua renúncia em maio passado, confirmou o Ministério Público.

A ex-funcionário se encontrava internada por supostos problemas de saúde, e por isso ficará mantida sob custódia de policiais no próprio centro médico.

Baldetti deixou o cargo depois do desmantelamento de uma rede que praticava fraudes alfandegárias em 16 de abril, onde o suposto chefe era seu então secretário particular Juan Carlos Monzón, foragido da justiça.

Depois de o escândalo vir à tona, ela renunciou ao cargo em 8 de maio.

O presidente Otto Pérez enfrenta uma intensa pressão da sociedade civil em função de uma série de escândalos envolvendo corrupção.

O presidente do Banco Central da Guatemala Central, Julio Suárez, e o diretor da Previdência Social, o militar Juan de Dios Rodríguez, ligado à Pérez, também foram presos acusados de desviar cerca de 15 milhões de dólares da Previdência Social.

Apesar das medidas adotadas, o presidente guatemalteco descartou que seu governo esteja "desmoronando", e afirmou que concluirá seu mandato apenas no dia 14 de janeiro de 2016, quando expira seu período constitucional.

AFP