Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A explosão, registrada na quarta-feira (horário local) matou duas pessoas

(afp_tickers)

Autoridades federais juntaram-se à investigação nesta quinta-feira de uma explosão de gás natural em uma escola dos EUA que matou dois adultos e provocou a fuga de estudantes a fugir com o desabamento parcial do edifício.

A explosão, registrada na quarta-feira (horário local), matou um zelador, John Carlson, e uma recepcionista, Ruth Berg, que trabalhavam na Minnehaha Academy, uma escola cristã privada de Minnesota para crianças e adolescentes do jardim de infância até o ensino médio. Nove pessoas ficaram feridas.

Dois dos feridos permaneciam hospitalizadas nesta quinta-feira, um deles em condição crítica, mas estável, de acordo com o Hennepin County Medical Center.

O National Transportation Safety Board (NTSB), conhecido por investigar acidentes de aéreos e ferroviários, enviou uma equipe à escola.

Christopher Hart, do NTSB, disse em entrevista coletiva que seus investigadores começarão a trabalhar na sexta-feira, e provavelmente permanecerão em campo de cinco a sete dias.

Uma determinação final sobre o que causou a explosão do gás natural não é esperada por enquanto.

"Normalmente, esperamos um ano para concluir o relatório final", disse.

A explosão ocorreu na quarta-feira de manhã (horário local) na parte central de um dos prédios da escola, onde uma equipe de construção trabalhava.

A explosão empurrou parte da parede do prédio para fora, fazendo com que o telhado caísse e deixasse dois andares em escombros, de acordo com o chefe do Corpo de Bombeiros, John Fruetel.

Os socorristas retiraram o corpo da última pessoa desaparecida dos escombros na noite de quarta-feira.

AFP