AFP

Soldados tailandeses fazem a segurança da entrada do Hospital Pra Mongkut Klao, em Bangcoc, em 22 de maio de 2017

(afp_tickers)

Mais de 20 pessoas ficaram feridas na explosão de uma bomba de pouca potência em um hospital de Bangcoc, capital da Tailândia, nesta segunda-feira, no terceiro aniversário do golpe de Estado militar.

"De acordo com os primeiros elementos da investigação, posso dizer que foi uma bomba (...). Há mais de 20 feridos", declarou o comandante da polícia, Srivara Rangsibrahmanakul.

"Ao que parece estava em um pacote", disse Srivara, que mencionou "baterias e fios" no local.

A imprensa informou que a explosão aconteceu na farmácia do hospital, o que provocou cenas pânico, mas apenas danos leves.

A polícia destacou que o hospital não foi evacuado. O setor de emergências informou que 24 pessoas ficaram feridas.

O King Mongkut Hospital, no centro de Bangcoc, atende integrantes das Forças Armadas, da ativa ou da reserva.

A explosão coincidiu com o terceiro aniversário do golpe de Estado que levou os militares ao poder, com grandes limitações às liberdades civis e à possibilidade de oposição.

As manifestações públicas e as reuniões políticas estão proibidas. Críticos e dissidentes são detidos com frequência, acusados de sedição, de violar as ordens da junta que governa o país ou de violar a draconiana legislação contra a difamação da monarquia.

AFP

 AFP