Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A Alemanha deve comprar cerca de 3,5 milhões de veículos neste ano, uma alta de 4% ante 2016, disse a associação da indústria VDA

(afp_tickers)

A poderosa federação alemã de fabricantes de carros ampliou sua estimativa de vendas para 2017 nesta quarta-feira (4), conforme motoristas aproveitavam para comprar veículos novos com descontos generosos, após a longa repercussão do escândalo de emissões de carros a diesel.

A maior economia da Europa deve comprar cerca de 3,5 milhões de veículos este ano, uma alta de 4% ante 2016, disse a associação da indústria VDA.

O grupo tinha previsto, em março, que as vendas de carros aumentariam 3,35%.

"Descontos adicionais para a troca de veículos a diesel antigos são uma razão para a alta da demanda", afirmou o diretor da VDA Matthias Wissmann.

Muitas fabricantes ofereceram aos compradores descontos de milhares de euros nos preços de novos carros comprados antes do fim deste ano, na expectativa de recuperar a imagem junto a autoridades e ao público, após uma série de escândalos prejudiciais.

A Volkswagen, a maior fabricante mundial, admitiu em 2015 ter instalado de softwares maliciosos em milhões de veículos para driblar testes de emissão do poluente óxido de nitrogênio, e as suspeitas se espalharam para outras empresas.

Em setembro, as vendas de veículos caíram cerca de 3% em relação ao mesmo mês do ano anterior, segundo dados da VDA.

Mas, no acumulado de 2017, o número subiu em 2%, a 2,6 milhões de unidades.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP