Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O premier do Canadá, Justin Trudeau

(afp_tickers)

O Facebook abriu seu primeiro laboratório de inteligência artificial (IA) no Canadá nesta sexta-feira, com a presença do primeiro-ministro Justin Trudeau, que elogiou o impacto da pesquisa de alta tecnologia.

"Criatividade é a força motriz responsável pela nossa prosperidade, não apenas em Montreal, mas em todo o Canadá", disse Trudeau a uma multidão de alunos da McGill University.

Joelle Pineau, especialista em inteligência artificial na McGill, vai liderar o centro de pesquisas. Ela disse esperar que o investimento do Facebook leve a mais estudos sobre IA.

Esse é o quarto laboratório de IA aberto pelo Facebook. Os outros três são em Paris, Nova York e Menlo Park, na Califórnia.

O foco de Pineau de habilitar computadores para falar com humanos de forma natural é muito importante para o Facebook, que compete com Apple, Google e outras empresas para desenvolver assistentes virtuais.

A empresa também anunciou investimentos iniciais de 6 milhões de dólares para empresas de pesquisa em IA.

Os Estados Unidos continuam sendo líderes mundiais em IA, mas grande parte dos talentos vêm do exterior. O Canadá, com política de imigração menos restritiva, se tornou um local atraente para se estabelecer.

Ottawa já demonstrou seu interesse de desenvolver este campo, destinando 103 milhões de dólares de seu últimos orçamento para pesquisas no setor.

"O novo laboratório vai mostrar que o Canadá é um líder na economia do futuro e um influente membro do setor da inteligência artificial no mundo", afirmou Trudeau.

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

AFP