Navigation

Facebook admite que falha permitiu chats de crianças com estranhos

"Recentemente, notificamos alguns pais de usuários de contas do Messenger Kids sobre um erro técnico que detectamos que afeta uma pequena quantidade de chats em grupo", disse Facebook à AFP afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 23. julho 2019 - 19:04
(AFP)

O Facebook admitiu, nesta terça-feira (23), que uma falha no serviço Messenger Kids permitiu que crianças participassem de chats em grupo com pessoas não aprovadas por seus pais.

A rede social líder disse que está fechando os chats envolvidos e notificando milhares de pais de crianças que involuntariamente se conectaram com estranhos.

"Recentemente, notificamos alguns pais de usuários de contas do Messenger Kids sobre um erro técnico que detectamos que afeta uma pequena quantidade de chats em grupo", disse Facebook à AFP.

"Desativamos os chats afetados e demos aos pais recursos adicionais sobre o Messenger Kids e segurança digital".

O site de notícias de tecnologia The Verge informou pela primeira vez sobre o ocorrido, publicando uma cópia de um alerta em que os pais foram avisados de que a falha permitia a um amigo da criança criar um chat em grupo com pessoas que não estavam no lista de conexões autorizadas para seu filho.

Isso se deu apesar do fato de que a participação no chat em grupo ainda era limitada pelas restrições impostas pelos pais.

Em dezembro de 2017, o Facebook apresentou uma versão de seu aplicativo Messenger projetado para crianças com idades de 6 a 12 anos para se conectar com outras pessoas sob supervisão dos pais. O aplicativo não permite compras.

À época, a rede social disse que criou o aplicativo como um ambiente seguro porque muitas crianças estavam conversando sem qualquer proteção.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.