Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O Facebook informou que tomará medidas para cumprir sua promessa de revelar os patrocinadores de anúncios políticos

(afp_tickers)

O Facebook informou, nesta sexta-feira (27), que tomará medidas para cumprir a promessa de revelar os patrocinadores de anúncios políticos, em meio a uma onda de críticas sobre o papel da rede social nas eleições dos Estados Unidos em 2016.

A rede social anunciou que começará a testar e refinar suas ferramentas de transparência em anúncios políticos, no mês que vem, com o objetivo de implementá-las antes da eleição do ano que vem nos Estados Unidos.

De acordo com o plano apresentado pelo vice-presidente do Facebook, Rob Goldman, as pessoas poderão clicar em "consulta de anúncios" de uma página para determinar a fonte.

"A transparência ajuda todo mundo, especialmente os grupos de vigilância política e os repórteres, a manter os anunciantes responsáveis por quem eles dizem que são e pelo que eles dizem a diferentes grupos", afirmou Goldman em uma postagem de blog.

"As pessoas devem poder dizer quem é o anunciante e ver os anúncios que eles estão operando, especialmente no caso dos anúncios políticos. Esse nível de transparência é bom para a democracia e é bom para o processo eleitoral".

O Facebook anunciou em setembro um plano para aumentar a "transparência" em relação à propaganda política e contratar mais de 1.000 pessoas para interceptar anúncios enganosos que afetem as eleições.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP