Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Prédio do Federal Reserve

(afp_tickers)

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) abriu nesta terça-feira dois dias de discussões de política monetária, sem expectativas de mudanças, e analisará também a redução de ativos acumulados para sustentar a economia dos Estados Unidos.

As deliberações vão terminar na quarta-feira com a difusão, às 18H00 GMT (15h00 de Brasília), de decisões e novas projeções econômicas. A presidente da entidade, Janet Yellen, concederá uma coletiva de imprensa.

Os mercados não esperam um aumento das taxas de juros, devido à inflação baixa. No entanto, dão por certo que o Fed vá anunciar o início, possivelmente em outubro, da redução dos ativos incluídos em seu balanço.

Estes ativos são majoritariamente bônus do Tesouro comprados após a crise de 2008 para manter reduzidas as taxas e assim ajudar a recuperação da maior economia do mundo.

Os investidores também vão analisar as novas projeções de aumento de taxas para 2018. Em sua última previsão, em junho, o Fed estimou um aumento de 0,25 ponto percentual para 2017 e outros três para 2019.

Estas taxas, que determinam o custo do dinheiro que os bancos emprestam uns aos outros, estão atualmente entre 1% e 1,15%, após terem sido aumentadas três vezes desde que Donald Trump venceu as presidenciais de novembro.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP