Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Edição de 2016 do festival

(afp_tickers)

O Festival de Veneza, que começa em 30 de agosto e vai até 9 de setembro, traz 21 filmes em competição, com a presença de várias lendas hollywoodianas, como Jane Fonda, Robert Redford, George Clooney e Guillermo del Toro.

Esta 74ª edição do mais antigo festival de cinema do mundo, contará ainda com a presença de Matt Damon, Julianne Moore, Jennifer Lawrence, Michelle Pfeiffer e Ethan Hawke, estrelas que vão caminhar pelo tapete vermelho do famoso Lido.

Redford e Fonda receberão, no dia 1º de setembro, o Leão de Ouro pelo conjunto de suas carreiras, um dos principais momentos do festival.

"Estamos 97% satisfeitos porque, com exceção de dois ou três filmes, conseguimos trazer todas as obras que desejávamos", comentou Alberto Barbera, diretor artístico do festival.

Barbera ressaltou que todos os filmes serão projetados em estreia mundial.

Considerado há vários anos como o prelúdio para o Oscar, uma vez que vários filmes apresentados em Veneza conquistaram esse prêmio, o Festival escolheu cinco cineastas americanos, que serão os mais numerosos de um país em competição pelo Leão de Ouro.

Entre eles, Alexander Payne terá a honra de abrir o Festival em 30 de agosto com "Downsizing", obra de ficção científica na qual um casal (Matt Damon e Kristen Wiig) recebe a possibilidade de diminuir para acessar um mundo de riquezas inimaginável.

Frequentador assíduo da Mostra, o americano George Clooney apresentará o seu novo trabalho "Suburbicon", com Matt Damon e Julianne Moore.

Darren Aronofsky ("Cisne Negro", "Noé") vai competir com o seu sétimo longa-metragem, "Mother!", estrelado por Jennifer Lawrence, Javier Bardem e Michelle Pfeiffer.

Completam a equipe americana Paul Schrader e seu "First Reformed", estrelado por Ethan Hawke, e o documentarista Frederick Wiseman, que proporá uma imersão de três horas na biblioteca de Nova York com "Ex-Libris".

Participam ainda da seleção oficial, o mexicano Guillermo Del Toro, que vai representar a América Latina com "The Shape of Water".

Os franceses Robert Guédiguian com "La Villa" e Xavier Legrand com "Jusqu'à la garde", um filme sobre a violência doméstica. O franco-tunisiano Abdellatif Kechiche apresentará "Mektoub, My Love", a primeira parte de uma trilogia.

A Itália terá quatro representantes: Paolo Virzi ("Ella and John"), os irmãos Manetti ("Ammore e Malavita"), Sebastiano Riso ("Una Famiglia") e Andrea Pallaoro ("Hannah", estrelado por outra lenda, Charlotte Rampling).

Grã-Bretanha vai estar presente com Andrew Haigh ("Lean on Pete") e Martin McDonagh ("Three Billboards outside ebbing, Missouri").

América Latina será representada por "Zama", da argentina Lucrécia Martel, uma coprodução Brasil e Argentina, e "Invisibile", do também argentino Pablo Giorgelli (coprodução Brasil/Argentina/Uruguai/Alemanha).

Pela China participarão o famoso dissidente e artista Ai Weiwei com "Human Flow", filme consagrado aos fenômenos migratórios no mundo, e sua compatriota Vivian Qu, com "Angels Wear white".

Já o Leão de Ouro em 2009 com "Lebanon", o israelense Samuel Maoz, tentará o prêmio com "Foxtrot", seu segundo longa-metragem de ficção.

Também estarão na seleção oficial "Sandome No Satsujin" ("The Third Murder"), do japonês Koreeda Hirokazu, "L'insulte", do libanês Ziad Doueri, e "Sweet Country", do australiano Warwick Thornto.

A novidade deste ano será uma mostra competitiva dedicada à realidade virtual.

AFP