Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) A filósofa francesa Anne Dufourmantelle morreu afogada enquanto tentava salvar crianças em uma praia do sul da França

(afp_tickers)

A filósofa francesa Anne Dufourmantelle, autora, entre outras obras, de "Elogio do risco", morreu na sexta-feira, afogada, enquanto tentava salvar crianças em uma praia do sul da França.

"Grande filósofa e psicanalista, ela nos ajudou a entender o mundo de hoje", escreveu a ministra da Cultura francesa, Françoise Nyssen, no Twitter.

"Era maravilhosa. Sua morte é um escândalo", tuitou, por sua vez, o filósofo Raphaël Enthoven.

Dufourmantelle, que morreu aos 53 anos, em uma entrevista ao jornal Libération, com o qual colaborava como colunista, falou sobre o sacrifício.

"Quando temos que fazer frente a um perigo, há uma incitação muito forte de passar à ação, de se sacrificar", declarou a filósofa, que morreu para salvar crianças que brincavam nas águas da praia de Pampelonne (sul).

AFP