Navigation

Finlândia planeja apertar restrições por aumento de infecções por covid-19

O Arctic Snow Hotel, no extremo norte da Finlândia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. março 2021 - 23:07
(AFP)

A primeira-ministra finlandesa, Sanna Marin, anunciou nesta quarta-feira (24) um novo projeto de lei para estabelecer um confinamento em algumas cidades contra o aumento nas infecções da covid-19.

De acordo com o projeto, os habitantes da capital, Helsinque, e da cidade de Turku (sudoeste) estariam proibidos de visitar outras pessoas ou praticar esportes em grupo.

O texto, que poderá ser apresentado ao Parlamento na quinta-feira e vigoraria até meados de maio, só autorizaria os cidadãos a deixarem suas casas para realizar tarefas básicas, comprar comida, ir ao trabalho, à escola, banco ou correio, de acordo com a rede pública de televisão Yle.

O uso de máscara se tornaria obrigatório no transporte público e a polícia poderia controlar a movimentação de pessoas e impor sanções.

São medidas "imperativas" para reduzir a carga sobre os hospitais, disse Marin a Yle na quarta-feira. “Temos que antecipar que, se agirmos muito devagar, os serviços de saúde sofrerão”.

A Finlândia relata 73.516 casos e 811 mortes por covid-19 até o momento.

No entanto, o número de infecções disparou e nas últimas duas semanas foram registrados 172 novos casos por 100 mil habitantes, incidência superior à da Espanha, Reino Unido e Irlanda, segundo dados da OMS.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.