Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Entrada da Agência Fitch, em Paris, em 8 de agosto de 2011

(afp_tickers)

A agência de classificação Fitch disse nesta sexta-feira (3) que cortou a avaliação da dívida externa da Venezuela, após o governo pedir uma reunião com credores para renegociar uma dívida de 50 bilhões de dólares.

Fitch reduziu de "C" a "CC", com base no anúncio e "em pagamentos prévios", que "tornam uma moratória muito provável", disse a empresa em nota.

A agência observou que, mesmo antes do anúncio, a "liquidez externa estava fraca", e o governo enfrenta pagamentos de dívidas de quase 620 milhões de dólares nos dois últimos meses do ano, seguido de 3,34 bilhões de dólares em 2018.

As agências de classificação de crédito têm alertado cada vez mais sobre o risco de um incumprimento da dívida venezuelana. Os analistas estão pessimistas quanto às chances da Venezuela de reestruturar com sucesso sua dívida.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou no início desta semana que começaria as negociações da dívida, uma vez que o governo fizesse um pagamento de 1,2 bilhão de dólares da dívida da empresa estatal de petróleo PDVSA.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP