Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Larvas do mosquito Aedes aegypti são vistas em Miami, no dia 7 de junho de 2016

(afp_tickers)

A Flórida está investigando três casos de infecção pelo zika que não parecem estar ligados a viagens para o exterior nem à zona próxima ao centro de Miami onde há suspeita de transmissão ativa do vírus por mosquitos, disseram as autoridades de saúde nesta sexta-feira.

O estado americano já registrou 28 casos de infecção pelo zika suspeitos de terem sido transmitidos por mosquitos locais portadores do vírus, que pode causar malformações congênitas graves.

A Flórida também registrou outros 441 casos de zika, quase todos em pessoas que contraíram a doença durante viagens internacionais para regiões afetadas pelo vírus, e alguns deles de transmissão sexual.

Autoridades estaduais de saúde dizem que ainda acreditam que a transmissão está ocorrendo apenas dentro de uma área de uma milha quadrada (2,6 quilômetros quadrados) do bairro de Wynwood, ao norte do centro de Miami.

Mas o departamento de saúde disse que uma "investigação está começando" em outra área do condado de Miami-Dade, que não foi identificada.

As autoridades estão investigando três casos não relacionados com viagens, um no condado de Palm Beach, ao norte de Miami, e dois em Miami-Dade.

"O departamento ainda não determinou onde o indivíduo no condado de Palm Beach e os dois indivíduos fora da área de uma milha quadrada no condado de Miami-Dade provavelmente contraíram zika, e irá compartilhar mais detalhes à medida que as investigações avancem", disse o Departamento de Saúde da Flórida em uma declaração.

"Se o departamento encontrar evidência de que está ocorrendo transmissão ativa em uma área, iremos notificar os meios de comunicação e o público", acrescenta a nota.

Até o momento, a Flórida é o único estado dos Estados Unidos a relatar casos de transmissão local de zika desde que o surto começou a se propagar pela América Latina, no ano passado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP