Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Fundo Monetário Internacional (FMI)

(afp_tickers)

O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse, nesta quarta-feira (11), que o sistema bancário da Catalunha continua instável, à medida que bancos e empresas se esquivam de apostas sobre o futuro da região separatista.

"A situação continua fluída, então não vamos especular. Esperamos que a situação possa ser resolvida", disse Matthew Jones, diretor-assistente do Departamento de Mercados Monetário e de Capitais do FMI.

Nesta terça, o governo catalão assinou uma declaração de independência da Espanha, mas imediatamente suspendeu seus efeitos e pediu para negociar com Madri, na pior crise política do país em décadas.

A perspectiva de uma Catalunha independente já levou dois grandes bancos - Sabadell e CaixaBank - e outras companhias a migrarem sua sede para outras partes na Espanha.

Apesar das turbulências, funcionários do FMI disseram que os bancos da Espanha em geral são estáveis, baseados em pesquisas recentes do Fundo.

"Nós vimos, em geral, que o sistema bancário espanhol é resiliente e forte, tendo resolvido a maioria dos problemas apontados. O cenário para a economia espanhola é forte", disse Tobias Adrian, diretor do Departamento de Mercados Monetário e de Capitais do FMI.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP