Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Logo do Fundo Monetário Internacional (FMI)

(afp_tickers)

A instabilidade política em países ricos pode gerar, a médio prazo, riscos para a recuperação econômica mundial, diz um informe do Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgado nesta quarta-feira.

O documento, elaborado para a reunião de cúpula do G20 deste fim de semana na Alemanha, adverte sobre os "riscos da incerteza sobre as políticas das economias avançadas, as vulnerabilidades do setor financeiro e um repentino endurecimento das condições financeiras".

Esse conjunto de problemas poderia gerar "uma crise financeira brutal", disse a diretora-geral do FMI Christine Lagarde.

O órgão afirmou estar inquieto porque o desmantelamento das regulamentações financeiras estabelecidas após a crise de 2008 pode ter "consequências negativas para a estabilidade financeira mundial".

O informe diz ainda há um elevado grau de incertezas sobre a política de orçamento e regulamentações dos Estados Unidos.

Seis meses depois de assumir a Casa Branca, o presidente Donald Trump não conseguiu aplicar suas propostas eleitorais de reduções de impostos ou aumento dos gastos com infraestrutura.

Na semana passada, o FMI reduziu sua previsão de crescimento dos Estados Unidos, a maior economia do mundo, devido às dúvidas sobre o programa econômico do governo. O FMI estimou que os Estados Unidos vão crescer apenas 2,1% esse ano e em 2018. Em abril, o cálculo era de 2,3% e 2,5%, respectivamente.

AFP