Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Menino pintado com as cores da bandeira do Afeganistão celebra o Dia da Independência em Mazar-i-Sharif

(afp_tickers)

As forças de segurança do Afeganistão estavam em alerta neste sábado por ocasião da festa nacional, que será celebrada com cerimônias discretas, pelo temor de ataques dos talibãs.

A polícia intensificou a mobilização em Cabul após uma série de atentados violentos no país, devastado pela guerra.

A cantora pop local Aryana Sayeed, comparada por alguns a americana Kim Kardashian por seu figurino e fotos no Instagram, fará um show em Cabul durante a noite, apesar das ameaças dos conservadores, que criticam suas apresentações.

O presidente Ashraf Ghani vai participar em uma cerimônia privada para autoridades afegãs no palácio presidencial.

"Todas as unidades de polícia estão em alerta máximo e foram mobilizadas em toda a cidade", declarou à AFP o porta-voz da polícia Abdul Basir Muyahid.

"Também aumentamos o número de postos de controle da polícia dentro e fora do bairro diplomático", disse.

Em 19 de agosto o país comemora a assinatura em 1919 do tratado de Rawalpindi, por meio do qual o Reino Unido reconheceu a independência do Afeganistão, após a terceira guerra anglo-afegã, apesar de o país jamais ter feito parte do império britânico.

Assim como nos anos anteriores, as autoridades não programaram nenhuma cerimônia pública na capital por questões de segurança.

Em 31 de maio, um atentado com caminhão-bomba deixou 150 mortos e 400 feridos no bairro diplomático de Cabul.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP