Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Forças iraquianas são vistas na cidade de Akashat, na província de Al-Anbar, em 15 de setembro de 2017

(afp_tickers)

As forças iraquianas, apoiadas por unidades paramilitares, preparavam nesta segunda-feira a ofensiva sobre os últimos bastiões do grupo Estado Islâmico (EI) no deserto ocidental fronteiriço com a Síria, constatou a AFP na região.

Veículos blindados avançavam em uma zona rochosa, seguidos por caminhonetes armadas com metralhadoras pesadas.

"O objetivo é devolver a totalidade da província de Al Anbar à Nação", disse à AFP o general Rachid Flaih, chefe das unidades paramilitares da região.

As operações já começaram e "numerosos jihadistas morreram", declarou o general Abed Jabur Mathlum, subcomandante de operações na região.

O EI chegou a controlar um terço do Iraque, mas hoje está restrito a dois bastiões: Hawija, 230 km ao norte de Bagdá, e às localidades de Anna, Rawa e Al Qaim, no deserto oriental na fronteira com a Síria.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP