Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um funcionário de um dispensário de maconha atende um cliente em 1 de julho, primeiro dia em que a maconha recreativa se tornou legal no estado de Nevada

(afp_tickers)

Consumidores formaram neste sábado longas filas nos dispensários de maconha do estado americano de Nevada, que legalizou o uso da cannabis com fins recreativos.

Nevada se junta, assim, ao Colorado, Oregon, Washington e Alasca, estados onde a venda de maconha para consumo pessoal é legalizada, embora a legislação federal não a permita.

As vendas de maconha certamente serão uma grande vantagem para a economia da maior cidade de Nevada, Las Vegas, reforçando sua reputação como uma cidade de festa em que "vale tudo" para milhões de visitantes de todo o mundo.

"Aposto que no estado se moverão milhões de dólares neste fim de semana", disse no Twitter o senador democrata Tick Segerblom, defensor de longa data da legalização da maconha.

Destiny Diaz esteve na fila por quase três horas no dispensário do Jardin Premium Cannabis em Las Vegas, esperando a lei entrar em vigor, na meia-noite do sábado.

"É um grande dia e isso é algo que as pessoas esperavam há muito tempo", disse ao jornal The Sun. "Nós não perderíamos isso".

Sob a nova lei de Nevada, adultos com 21 anos ou mais podem comprar até uma onça (28 gramas) de maconha ou até um oitavo de onça de concentrados de maconha por dia.

"Conheça a lei!", disse a polícia do estado em um comunicado em que divulgou os pontos principais da norma, ressaltando que é ilegal fumar maconha em público, dirigir após consumir a erva e dar ou vendê-la a menores de 21 anos.

AFP