Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Os cristãos de Mossul tiveram de fugir em massa depois de receber um ultimato do grupo dos jihadistas do Estado Islâmico.

(afp_tickers)

A França vai facilitar o asilo a cristãos do Iraque que sofrem perseguição por parte dos jihadistas, anunciaram os ministros das Relações Exteriores e do Interior.

"Vamos ajudar os deslocados que fogem das ameaças do Estado Islâmico e estão refugiados no Curdisão", indicaram Laurent Fabius e Bernard Cazeneuve.

Os cristãos de Mossul, a segunda cidade do Iraque, que caiu em mãos dos jihadistas do Estado Islâmico (EI) em 10 de junho passado, tiveram de fugir em massa depois de receber um ultimato do grupo que ocupa várias cidades do Iraque.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP