AFP

Membros da polícia francesa após fazerem busca na casa de um dos dois detidos em Marselha, em 18 de abril de 2017

(afp_tickers)

Os dois suspeitos de planejar um atentado "iminente" em plena campanha eleitoral na França foram indiciados neste domingo, anunciou a Promotoria de Paris.

Clément B. e Mahiedine M., detidos na terça-feira passada em Marselha, foram indiciados por associação terrorista com o objetivo de preparar um ou vários crimes, aquisição, posse e transporte de armas e explosivos.

Nas operações de busca e apreensão após a detenção dos dois franceses, de 23 e 29 anos, foram encontrados três quilos de explosivos, armas e uma bandeira do grupo extremista Estado Islâmico (EI), segundo o promotor de Paris, François Molins.

A França foi atingida desde 2015 por uma série de atentados que mataram 239 pessoas. As forças de segurança descobriram quase 20 projetos de atentados desde o início de 2016, segundo o governo.

AFP

 AFP