A França estabeleceu 28 de junho para a realização do segundo turno de suas eleições municipais, que foram suspensas em março devido ao coronavírus, anunciou o primeiro-ministro Edouard Philippe nesta sexta-feira (22).

"Depois de pesar os prós e contras, acreditamos que a vida democrática também deve recuperar todos os seus direitos", afirmou Philippe em discurso transmitido pela televisão.

No entanto, o primeiro-ministro acrescentou que essa decisão é "reversível", dependendo da evolução da epidemia de COVID-19 na França.

A manutenção do primeiro turno em 15 de março, apesar da aceleração do número de casos do novo coronavírus no país, provocou uma onda de críticas e uma abstenção recorde.

A França, um dos países mais atingidos pelo vírus, com mais de 28.000 mortos, registrou nas últimas semanas uma queda no número de mortes e de pacientes em terapia intensiva (UTI).

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Conteúdo externo

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.