Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Papa Francisco é aclamado na Praça Carlo III, durante visita à cidade italiana de Caserta - 26 de julho de 2014.

(afp_tickers)

O Papa Francisco atacou neste sábado a corrupção e a criminalidade durante uma missa para 200 mil fiéis em Caserta, no sudoeste da Itália, onde foram descartadas toneladas de resíduos industriais.

"Em vossa preciosa terra, que exige ser protegida e preservada, é preciso ter coragem para dizer não a qualquer forma de corrupção e ilegalidade", afirmou o pontífice.

"Todos conhecemos o nome desta ilegalidade", destacou o Papa argentino, sem citar a Camorra, a máfia napolitana acusada de enterrar e incinerar resíduos industriais na região.

Segundo a associação italiana de defesa do meio ambiente Legambiente, entre 1991 e 2013 cerca de 10 milhões de toneladas de resíduos industriais foram enterrados ilegalmente nesta região, provenientes principalmente de empresas italianas, mas também de estrangeiras.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP