Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O compositor e guitarrista americano Frank Zappa (direita), conversa com o ministro francês da Cultura, Jack Lang (esquerda), e a ex-primeira-dama francesa Claude Pompidou, em 9 de janeiro de 1984, no Teatro de la Ville, em Paris

(afp_tickers)

O roqueiro experimental Frank Zappa, prolífico em sua vida e inclusive em sua morte através de uma série de lançamentos póstumos, volta aos palcos como um holograma.

A família Zappa anunciou na quinta-feira que os shows de holograma começarão em 2018, quando o músico poderia voltar a fazer sessões com alguns de seus colaboradores ainda vivos, como o guitarrista Steve Vai.

A família informou que estava trabalhando em uma ópera rock, "Joe's Garage The Musical", protagonizada por Zappa também através de um holograma.

Zappa, cuja música promovia uma fusão do hard rock e do jazz com o lirismo absurdo inspirado na arte dadaísta, morreu em 1993 de câncer de próstata.

Sua esposa, Gail, assumiu o controle de seu patrimônio e relançou toda a sua obra em cerca de 100 álbuns. Mas sua morte, em 2015, desencadeou uma disputa entre seu filho Ahmet e sua filha Diva, a cargo do fideicomisso, e seus dois filhos mais velhos, Dweezil e Moon, pedindo autorização para obter lucros da música do seu pai.

Ahmet abriu a porta para a reconciliação em um comunicado que anuncia a turnê holograma, ao assegurar que seria seu "maior desejo" ver Dweezil e Moon se apresentando com Frank Zappa.

Jeff Pezzuti, diretor da empresa Eyellusion, que desenhará o holograma, definiu Zappa como "um músico incrível, inigualável em sua produção", que "abordou muitos gêneros diferentes e influenciou uma geração de artistas que ajudariam a dar forma ao rock e ao pop durante as décadas seguintes".

Os hologramas entraram na indústria de massas em 2012, quando a lenda do rap Tupac Shakur, assassinado em 1996, apareceu no festival de música Coachella.

Desde então, o recurso se tornou cada vez mais comum, com a aparição de estrelas como Billie Holiday e Liberace ressuscitando nos palcos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP