Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A Penfolds, produtora de vinhos desde 1844, é conhecida especialmente pelo Grange, criado em 1951 pelo vinicultor de origem alemã Max Schubert

(afp_tickers)

Uma garrafa da prestigiada vinícola australiana Penfolds foi vendida por 51.750 dólares australianos (cerca de 41 mil dólares americanos), anunciou nesta sexta-feira a casa de leilões MW Wines.

Restam menos de 20 garrafas do Penfolds Grange 1951, da primeira colheita deste vinho tinto produzido com uva syrah, no mundo todo.

"É muito raro alcançar esse valor, mas essa garrafa faz parte da história do vinho australiano", disse à AFP Nick Stamford, proprietário do MW Wines, que organizou o leilão.

"Acho que é um dos vinhos mais caros já vendido na Austrália", completou, sem revelar o nome do comprador.

A Penfolds, produtora de vinhos desde 1844, é conhecida especialmente pelo Grange, criado em 1951 pelo vinicultor de origem alemã Max Schubert, que buscava reproduzir a qualidade dos vinhos de Bordeaux que tinha estudado na França.

A primeira colheita de Penfolds Grange, em 1951, foi distribuída gratuitamente entre amigos e familiares do proprietário da vinícola.

A safra do ano seguinte já teve muito sucesso comercial e, desde então, a Penfolds Grange recebeu vários prêmios e homenagens.

Em 1995, a "Wine Spectator" premiou o Penfolds Grange como vinho do ano. Foi a primeira vez que a revista especializada reconheceu um vinho que não era francês ou californiano.

O Penfolds Grange de 2008 recebeu a "nota perfeita", 100, do influente crítico de vinhos americano Robert Parker.

AFP