Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O novo secretário da Defesa, Gavin Williamson, em Londres, em 2 de novembro de 2017

(afp_tickers)

O governo britânico anunciou nesta quinta-feira a nomeação de Gavin Williamson, de 41 anos, como ministro da Defesa em substituição a Michael Fallon, que pediu demissão em meio ao escândalo de assédio sexual que abala a classe política do Reino Unido.

Eleito deputado pela primeira vez em 2010, Williamson era até agora o responsável por administrar o respeito à disciplina do voto parlamentar no Partido Conservador.

Williamson substitui Michael Fallon, 65 anos, que ocupava a pasta da Defesa desde 2014.

Peso pesado do governo e próximo à primeira-ministra Theresa May, Fallon renunciou na quarta-feira à noite. Ele foi acusado de ter colocado a mão no joelho de uma jornalista durante um jantar do congresso do Partido Conservador em 2002.

"Nos últimos dias vieram à tona uma série de acusações sobre parlamentares, incluindo algumas sobre a minha conduta no passado. Muitas delas são falsas, mas reconheço que no passado talvez não tenha estado à altura dos altos padrões requisitados das Forças Armadas que tenho a honra de representar", escreveu Fallon em sua carta de renúncia.

Outros dois ministros e aliados de May, o vice-primeiro-ministro Damian Green e o secretário de Comércio Internacional Mark Garnier, também são acusados de assédio sexual.

As denúncias contra políticos britânicos começaram a ser divulgadas após o escândalo do produtor de cinema americano Harvey Weinstein, acusado de assédio sexual e estupros.

Damian Green é acusado por uma ex-militante do Partido Conservador, Kate Maltby, por ter colocado a mão no seu joelho durante um encontro em um pub em 2015, além de ter enviado um SMS "sugestivo", acusações que o ministro nega.

Mark Garnier admitiu que colocou um apelido com conotação sexual em sua secretária e que pediu que ela comprasse brinquedos sexuais.

Uma integrante do Partido Trabalhista, Bex Bailey, declarou que foi vítima de estupro por um companheiro de partido em 2011 2011, quando ela tinha 19 anos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP