AFP

O CEO da Gazprom, Alexei Miller (esq.), e o presidente russo, Vladimir Putin, em um encontro com o CEO do grupo austríaco OMV, Rainer Seele, no Kremlin, em Moscou, em 28 de abril de 2017

(afp_tickers)

O gigante russo Gazprom anunciou neste domingo o início das obras de construção do gasoduto TurkStream entre Rússia e Turquia, que deveria abastecer a União Europeia a longo prazo, um projeto simbólico da reconciliação entre Moscou e Ancara.

"A construção do gasoduto TurkStream começou no mar Negro, perto da costa russa", informou a Gazprom em um comunicado.

"A realização do projeto se desenvolve segundo um plano e nossos consumidores turcos e europeus terão, no fim de 2019, um nova rota segura para a importação gás russo", declarou o diretor da companhia, Alexei Miller, citado no comunicado.

Este importante projeto energético foi tornado público no final de 2014 coincidindo com o abandono, em plena crise ucraniana, do projeto South Stream através do mar Negro e Bulgária, bloqueado pela União Europeia.

Atrasado por falta de acordo do governo turco, foi suspenso por causa da crise diplomática que seguiu à destruição, por parte da força aérea turca de um bombardeio russo que sobrevoava a fronteira sírio-turca em novembro de 2015.

A reconciliação entre o presidente russo, Vladimir Putin, e seu contraparte turco, Recep Tayyip Erdogan, facilitou a reativação do projeto no verão passado.

O plano prevê a construção de dois condutos com uma capacidade de 15,75 bilhões de metros cúbicos de gás ao ano cada um.

AFP

 AFP