Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Logo da General Motors (GM)

(afp_tickers)

A General Motors (GM) anunciou nesta terça-feira (24) uma perda líquida de 2,98 bilhões de dólares no terceiro trimestre devido a uma pesada carga vinculada à venda de sua filial europeia Opel/Vauxhall ao grupo francês PSA Peugeot-Citroën.

Fora um gasto total de 5,4 bilhões de dólares, incluindo US$ 3 bilhões pelos custos de concessão e as aposentadorias dos empregados da Opel/Vauxhall, a montadora americana se beneficiou no terceiro trimestre, que terminou em setembro.

Em particular, obteve lucros por ação ajustado, referência na América do Norte, de 1,32 dólar contra US$ 1,13 de média esperada pelos analistas financeiros.

No terceiro trimestre do ano passado, o grupo dirigido por Mary Barra tinha registrado lucro líquido de 2,77 bilhões de dólares.

As vendas caíram 3,5%, a 33,62 bilhões de dólares, mas continua sendo superior aos 32,67 bilhões de dólares antecipados em média pelos mercados.

A produção do gigante de Detroit retrocedeu 26% no terceiro trimestre devido a fechamentos temporários de suas fábricas para se adaptar à desaceleração da demanda nos Estados Unidos.

Até 2023, a GM prevê lançar cerca de 20 modelos de carros elétricos, incluindo dois novos modelos nos próximos 18 meses.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP