Navigation

General venezuelano detido por suspeita de atentado contra Maduro

Tarek William Saab afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 14. agosto 2018 - 15:51
(AFP)

Um general da Força Armada da Venezuela foi detido sob acusação de participar de um suposto atentado contra o presidente Nicolás Maduro, informou nesta terça-feira o procurador-geral Tarek William Saab.

"Ontem, segunda-feira, 13 de agosto, foram apresentados (ante um juiz) o cidadão Juan Requesens, o coronel Pedro Javier Zambrano Hernández e o general de divisão da Guarda Nacional Bolivariana, Alejandro Pérez Gámez", afirmou Saab à imprensa.

Até o momento, já são 14 os detidos de um total de 34 supostos envolvidos na detonação de dois drones carregados de explosivos em 4 de agosto, durante uma parada militar pelo aniversário da Guarda Nacional em Caracas, na presença de Nicolás Maduro.

Todos os presos já foram apresentados e acusados ante um tribunal.

O procurador não descartou que haja mais prisões.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.