Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O co-fundador do Google DeepMind, Demis Hassabis, em Seul, no dia 15 de março de 2016

(afp_tickers)

As grandes companhias de tecnologia uniram forças com uma associação em inteligência artificial, a fim de cooperar em "melhores práticas" no uso dessa tecnologia "para beneficiar as pessoas e a sociedade".

Microsoft, Amazon, Google, Facebook, IBM e a firma britânica de inteligência artificial DeepMind, propriedade da Google, anunciaram nesta quinta-feira a organização sem fins lucrativos "Associação em Inteligência Artificial", focada em ajudar o público a entender o uso da tecnologia e sua aplicação no terreno.

O movimento chega em meio à preocupação de que a nova inteligência artificial possa sair do controle e ser prejudicial à sociedade.

Por sua vez, a Microsoft deu mais um passo nesta quinta-feira no campo da inteligência artificial, ao anunciar uma unidade para "democratizar" a tecnologia, com mais de 5.000 cientistas e engenheiros da computação.

A Microsoft espera que sua nova Inteligência Artificial e o Grupo de Pesquisa acelerem o uso do pensamento humano em assistentes virtuais, aplicativos, serviços e infraestruturas de computação.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP