Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Fábrica da Takata em Aisho, Japão

(afp_tickers)

A General Motors (GM) vai convocar um recall de mais de 2,5 milhões de veículos na China pelo caso dos airbags potencialmente defeituosos da marca japonesa Takata, um duro golpe para a montadora americana no maior mercado de carros do mundo.

A marca GM, como o sócio local Shanghai GM, vai iniciar o recall em 29 de outubro, anunciou a agência chinesa de consumo.

Os airbags serão substituídos de forma gratuita. Especialistas acreditam que 16 mortes estão relacionadas com dispositivos defeituosos em todo o mundo.

O problema dos airbags afetou milhões de veículos ao redor do planeta e provocou a falência da Takata em junho.

Desde os anos 2000, a Takata usava um componente químico, o nitrato de amônia, que em algumas condições pode provocar a explosão do airbag, lançando fragmentos contra os passageiros do veículo.

O defeito, que a Takata demorou a reconhecer, foi revelado em 2014 e, desde então, várias montadoras foram obrigadas a anunciar uma série de recalls, que afetaram quase 100 milhões de veículos.

Na semana passada, a agência chinesa anunciou que a Volkswagen e seus sócios locais convocarão um recall de 4,86 milhões de carros.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP