Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Uma mulher observa uma imagem do aplicativo Google Earth, em Washington, DC, no dia 3 de agosto de 2005

(afp_tickers)

O Google atualizou seu aplicativo Earth com fotos mais nítidas da superfície terrestre, graças às imagens fornecidas pelo satélite Landsat 8.

O gigante da Internet, que há três anos apresentou um "mosaico livre de nuvens" do planeta no Google Earth, começou na segunda-feira (27) a transferir as novas imagens, mais nítidas, fornecidas pelo satélite Landsat 8.

As imagens utilizadas na nova versão do aplicativo foram feitas com as técnicas aprimoradas incluídas neste satélite. O veículo foi colocado em órbita em 2013 como parte de uma colaboração entre a Agência Espacial Americana (Nasa) e o Serviço Geológico dos Estados Unidos para acompanhar as mudanças na superfície terrestre.

Até agora, o Google Earth utilizava fotos fornecidas pelo satélite Landsat 7, que teve um problema de hardware. Essa falha resultou em grandes lacunas nas imagens, segundo o gerente de programação do aplicativo, Chris Herwig.

"O Landsat 8 capta imagens com mais detalhes, cores mais reais e com uma frequência sem precedentes", publicou Herwig em um blog.

Para criar vistas panorâmicas sem obstruções da superfície do planeta, o Google Earth analisa milhões de imagens e reúne os melhores fragmentos, de acordo com Herwing.

O Google Earth é parte do serviço de mapeamento on-line grátis oferecido pela Alphabet, sediada na Califórnia.

O Landsat observa a Terra do espaço desde 1972, reunindo uma grande quantidade de informação sobre as mudanças na superfície do planeta ao longo do tempo.

AFP