Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um policial acompanha uma manifestante que participava de um protesto contra a morte do jovem negro Michael Brown por um policial, em Fergusson.

(afp_tickers)

O governador do Missouri ordenou nesta quinta-feira a retirada das tropas da Guarda Nacional de Ferguson, onde protestos têm ocorrido nas últimas semanas após a morte de um jovem negro por um policial.

O governador Jay Nixon declarou que as tropas já não eram necessárias e que a polícia do estado vai cuidar da segurança deste subúrbio de St. Louis, onde no dia 9 de agosto um agente da polícia local matou um adolescente negro desarmado.

A mobilização da Guarda Nacional na segunda-feira foi interpretada como um sinal de que tanto a polícia local quanto a estadual enfrentavam dificuldades para controlar a situação, depois de centenas de pessoas terem saído às ruas para protestar.

Mas Nixon disse que a Guarda Nacional se limitou a proteger o centro de comando da polícia, permitindo que seus agentes lidassem diretamente com os manifestantes e distúrbios.

"Como começamos a ver melhorias, pedi à Guarda Nacional do Missouri para iniciar o processo de retirada da cidade de Ferguson", disse ele.

O funeral de Michael Brown, de 18 anos, está previsto para segunda-feira. Mais protestos são esperados durante o fim de semana.

Algumas testemunhas disseram que o jovem estava com as mãos para cima quando foi baleado, enquanto fontes policiais alegam que ele tentou pegar a arma de um policial.

AFP